UOL Notícias Notícias
 

10/04/2010 - 16h43

Lula lamenta morte de presidente polonês e decreta luto oficial

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou neste sábado a morte do presidente da Polônia, Lech Kaczynski, sua mulher e outras autoridades polonesas em um acidente aéreo, ocorrido na região de Smolensk, na Rússia.

"Em nome do povo e do governo brasileiros, e em meu próprio, transmito ... as mais sinceras e fraternas condolências", disse Lula em mensagem ao primeiro-ministro da Polônia, Donald Tusk, e ao presidente interino, Bronislaw Komorowski.

O chanceler Celso Amorim também expressou suas condolências às vítimas e reiterou a solidariedade ao país "ao qual estamos ligados por grande comunidade de imigrantes e profundos laços de amizade e cooperação".

Morreram no acidente, além do presidente e sua mulher, ao menos outras 95 pessoas. O avião, que pertencia ao governo polonês, caiu em meio a uma densa neblina quando tentava pousar de um aeroporto de Smolensk, na Rússia.

Entre as vítimas da tragédia estavam a primeira-dama Maria, o presidente do Banco Central polonês, Slawomir Skrzypek, no cargo desde 2007, o comandante militar Franciszek Gagor, e o vice-ministro das Relações Exterior do país, Andrzej Kremer.

A delegação polonesa participaria de uma cerimônia em memória dos assassinatos em massa na cidade de Katyn, sob as ordens do líder soviético Josef Stálin, em 1940.

O governo brasileiro decretou luto oficial de três dias pelas mortes, segundo nota enviada pelo Itamaraty.

(Texto de Yukari Sekine)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host