UOL Notícias Notícias
 

11/04/2010 - 19h28

Rio cria plano de remoção em áreas de risco; mortos chegam a 229

SÃO PAULO (Reuters) - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, anunciou neste domingo a criação de um plano de remoção da população de áreas de risco, depois da chuva e deslizamentos que causaram a morte de pelo menos 229 pessoas no Estado.

Equipes de resgate continuavam trabalhando em busca de vítimas no Morro do Bumba, em Niterói, onde um deslizamento na quarta-feira à noite soterrou dezenas de casas numa área construída sobre um lixão.

Niterói foi a cidade mais afetada pelas fortes chuvas do início da semana passada, com um total de 146 mortes. A capital registrou 63 vítimas fatais, informou o Corpo de Bombeiros.

Em visita ao Morro do Bumba, Cabral disse que o plano de remoção vai classificar os locais de risco em quatro estágios: azul (baixo), amarelo (médio), vermelho (alto) e preto (iminente).

"Com o risco iminente vamos retirar imediatamente as famílias. Num prazo máximo de um ano (iremos) pagar o aluguel social e vamos nos obrigar, em um ano, a oferecer uma nova residência para essas pessoas", disse o governador a jornalistas, acrescentando que destinará 1 bilhão de reais para a construção de novas moradias.

"Eu tenho certeza que com 1 bilhão de reais mais os recursos do Minha Casa, Minha Vida e mais o que as prefeituras podem fazer individualmente...conseguiremos solucionar esse problema."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h29

    0,15
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h37

    -0,59
    63.705,70
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host