UOL Notícias Notícias
 

15/04/2010 - 14h25

Lula conclama China a lutar por nova ordem internacional

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira durante declaração realizada ao lado do presidente da China, Hu Jintao, que as conquistas obtidas pelos dois países nos últimos anos obrigam seus dirigentes a lutar por uma nova ordem internacional.

Dirigindo-se a Hu Jintao, com quem assinou atos bilaterais no Itamaraty, Lula fez um pequeno balanço de sua gestão.

"O Brasil que Vossa Excelência (Hu Jintao) está revendo hoje é muito diferente daquele que conheceu em 2004, quando aqui esteve", disse Lula.

"Como a China, o meu país reencontrou-se com a sua vocação para o desenvolvimento e está superando vulnerabilidades econômicas e sociais históricas. Começou a pagar suas dívidas seculares com os milhões de pobres do meu país e consolidou um mercado interno vigoroso que é o motor do nosso crescimento", afirmou o presidente.

Ele mencionou então a necessidade das cobranças internacionais dentro do que chamou de "globalização assimétrica". "A partir destas conquistas temos condições e mesmo a obrigação de lutar por uma outra ordem internacional."

Lula também terá encontros bilaterais nesta tarde com o primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, e com o presidente da África do Sul, Jacob Zuma.

Índia, Brasil e África reúnem-se ainda no fórum batizado de Ibas. Mais tarde, será a vez da reunião dos países que formam o Bric (Brasil, Rússia, Índia e China).

Marcada para sexta-feira, a reunião dos países do Bric foi antecipara para esta quinta depois da decisão do presidente chinês de antecipar sua partida devido aos fortes terremotos ocorridos desde quarta-feira na província de Qinghai, no noroeste do país.

(Reportagem de Fernando Exman)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host