UOL Notícias Notícias
 

18/04/2010 - 16h48

Ferrari reza por tempo seco após dramas na Ásia

Por Simon Rabinovitch

XANGAI (Reuters) - A Ferrari deixa a Ásia rezando para voltar às pistas secas depois que seus carros mais uma vez ficaram fora do pódio sob a chuva do Grande Prêmio da China deste domingo.

Fernando Alonso encontrou pouco consolo em sua luta pela quarta colocação e disse que só uma bola de cristal teria permitido à escuderia italiana decidir sobre os melhores pneus com uma chuva que ia e voltava.

"Acho que paramos cinco vezes para trocar os pneus, é muito incomum. Com sorte na próxima corrida vamos ter um final de semana normal. Só tivemos um no Bahrein, e vencemos a prova", disse o espanhol.

"Em uma corrida como essa você só entende no final o que teria sido melhor fazer, já que nem nos boxes nem no carro temos bola de cristal."

O bicampeão mundial venceu a corrida de abertura no Bahrein mas caiu para quarto na chuvosa Austrália, e também viu seu treino classificatório na Malásia arruinado por um temporal.

Alonso assumiu total responsabilidade por queimar a largada no domingo, quando ultrapassou as duas Red Bull na primeira fila. Ele ficou quase no final da fila depois de receber uma punição pelo erro e teve que passar pela reta dos boxes.

"Meus reflexos me deixaram na mão e saí adiantado. Nunca tinha me acontecido antes e estou muito decepcionado comigo mesmo", disse ele.

Seu companheiro de equipe Felipe Massa também se queixou de lutar com a pista molhada depois de terminar em nono lugar.

"Temos que trabalhar isso, melhorar para a próxima corrida, ser um pouco mais constantes. Foi uma prova difícil, foi duro escolher a estratégia correta para a troca de pneus", disse Massa.

Uma colisão depois de uma parada nos boxes entre a Red Bull de Sebastian Vettel e a McLaren de Lewis Hamilton rendeu manchetes e os dois pilotos foram repreendidos pelos fiscais de pista, mas esse não foi o único incidente na reta dos boxes.

As duas Ferraris também tiveram seu duelo. Alonso passou Massa na curva que leva aos boxes, empurrando o brasileiro para a grama.

Massa disse que foi um lance sem maldade, opinião compartilhada pelo chefe de equipe Stefano Domenicali.

"Foi só um incidente, não há absolutamente nenhum problema entre os pilotos", disse ele. "Quando se corre para ganhar, pode se ter momentos assim."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host