UOL Notícias Notícias
 

26/04/2010 - 20h03

Ex-líder panamenho Manuel Noriega é extraditado para a França

WASHINGTON (Reuters) - O ex-ditador panamenho Manuel Noriega foi extraditado nesta segunda-feira dos Estados Unidos para a França, onde foi condenado por lavagem de dinheiro, segundo funcionários da Justiça e aeroportuários norte-americanos.

O ex-general do Exército e ex-informante da Agência Central de Inteligência (CIA), agora com 76 anos, embarcou nesta tarde num voo da Air France, em Miami, nos Estados Unidos, com destino a Paris, na França.

"Ninguém dos departamentos de Estado e Justiça teve a cortesia de nos ligar e nos comunicar", disse Frank Rubino, principal advogado de Noriega nos Estados Unidos. Ele disse ter tomado conhecimento da extradição por repórteres.

"Eles simplesmente nos ignoraram", disse Rubino.

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, assinou a ordem de extradição mais cedo nesta segunda-feira, disse o porta-voz do Departamento de Estado, Andy Laine.

Uma porta-voz do Departamento de Justiça norte-americano se negou a comentar o caso.

Os advogados de Noriega afirmam que, como um prisioneiro de guerra, ele deve ser enviado de volta ao Panamá. Noriega, que cumpriu sua condenação nos Estados Unidos por tráfico de drogas há dois anos, continuou em uma penitenciária na Flórida enquanto lutava contra sua extradição.

"De uma forma ou de outra foi uma decisão soberana dos Estados Unidos através do Departamento de Estado e nós a respeitamos", disse o chanceler panamenho, Juan Carlos Varela.

Ele afirmou que o Panamá havia feito três pedidos de extradição de Noriega.

Noriega foi capturado no Panamá em janeiro de 1990, duas semanas após soldados dos Estados Unidos invadirem o país. Após ser levado a Miami para ser julgado por tráfico de drogas, foi declarado prisioneiro de guerra.

Foi condenado em Miami por tráfico de drogas, extorsão e formação de quadrilha em 1992. Também foi condenado à revelia na França por lavagem de dinheiro do lucro obtido com o tráfico de cocaína e por usar o dinheiro para comprar três apartamentos de luxo. Noriega pode pedir por um novo julgamento ao ser extraditado.

(Reportagem de Jeremy Pelofsky e James Vicini, em Washington, de Tom Brown, em Miami, e de Sean Matsson, na Cidade do Panamá)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    0,55
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h43

    -1,78
    61.525,53
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host