UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 10h53

Chávez nega presença militar iraniana na Venezuela

CARACAS (Reuters) - O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na segunda-feira que é "absolutamente falsa" a informação divulgada nos EUA de que a Guarda Revolucionária iraniana teria aumentado sua presença no país sul-americano.

O relato feito em abril pelo Pentágono ao Congresso dava conta de que a força Qods, força de elite da Guarda, estaria ampliando sua presença na América Latina, "particularmente na Venezuela".

Isso aumentou a preocupação nos EUA com as crescentes relações do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, com governos da região, especialmente os de Brasil e Venezuela.

"Olha o que eles estão dizendo", afirmou Chávez em cerimônia transmitida ao vivo pela TV. "Se os EUA aplicam sanções ao Irã, essas forças que estão aqui - algo que é absolutamente falso - poderiam então atacar o território dos EUA ou os interesses dos EUA com atos terroristas."

Chávez disse que a acusação é parte de uma tática de intimidação contra o seu governo. "Digam-me se isso não é uma ameaça aberta pelo governo dos Estados Unidos contra a Venezuela, mais uma vez usando infâmias e mentiras", afirmou.

Os antiamericanos Chávez e Ahmadinejad forjam uma relação política e comercial cada vez mais estreita entre os seus dois países, membros da Opep.

A Venezuela apoia o programa nuclear do Irã, apesar do ceticismo do Ocidente a respeito do seu caráter pacífico.

(Reportagem de Charlie Devereux)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h20

    0,60
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h29

    -0,92
    74.699,88
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host