UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 18h48

Iêmen prende dezenas de suspeitos da Al Qaeda

SANAA (Reuters) - A polícia do Iêmen prendeu dezenas de supostos militantes da Al Qaeda em ações realizadas dias depois de um atentado suicida contra o embaixador britânico no país, disseram fontes de segurança na terça-feira.

O pai do homem-bomba de 22 anos disse à Reuters em sua casa, perto de Sanaa, que condenava as ações do filho e que havia tentado convencê-lo a se casar e arrumar um emprego, mas que o jovem desapareceu há seis semanas.

Othman Ali al Sulwi, que acionou o seu cinturão explosivo contra o comboio do embaixador Tim Torlot, na segunda-feira, já havia ficado dois anos preso, até o começo de 2010, segundo o pai dele.

Entre os presos nas ações policiais há sete iemenitas que tinham relações estreitas com Sulwi.

Esses sete, mais o homem-bomba, já haviam sido detidos sob suspeita de ligação com a Al Qaeda, mas foram libertados após dois anos de cadeia, segundo autoridades.

O Iêmen há anos enfrenta a Al Qaeda e outros grupos militantes que abalam sua estabilidade.

(Reportagem de Mohamed Sudam e Mohammed Ghobari, em Sanaa; e de Erika Solomon em Dubai)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host