UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 12h43

Linha-dura do Irã ameaça fechar Estreito de Ormuz

TEERÃ (Reuters) - O líder de um partido político linha-dura do Irã alertou os Estados Unidos nesta terça-feira contra um ataque ao país, afirmando que a República Islâmica iria retaliar sufocando "a garganta do Ocidente" em um canal marítimo crucial para o fornecimento global de petróleo.

O Irã já havia dito que responderia a qualquer ofensiva contra seu território com um ataque aos interesses norte-americanos na região e em Israel, e também fechando o Estreito de Ormuz. Cerca de 40 por cento do petróleo do mundo sai da região do Golfo através desse canal estratégico.

Nem os Estados Unidos nem Israel eliminaram a possibilidade de intervenção militar caso a diplomacia não consiga resolver a prolongada disputa do Ocidente sobre as ambições nucleares de Teerã.

O Ocidente suspeita que o Irã está buscando a capacidade para construir armas nucleares, alegação negada por Teerã, e Washington está pressionando por uma quarta rodada de sanções da ONU contra a principal exportadora de petróleo.

"Se a América ficar louca, os filhos da nação nas forças armadas da República Islâmica sufocariam a garganta do Ocidente no Estreito de Ormuz", disse Mohammad-Nambi Habibi, secretário-geral do conservador Partido de Coalizão Islâmica, segundo a agência semi-oficial de notícias Fars.

(Reportagem de Hossein Jaseb e Hashem Kalantari)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host