UOL Notícias Notícias
 

27/04/2010 - 11h23

Polícia escocesa quis proteger o monstro do Lago Ness

LONDRES (Reuters Life!) - A polícia escocesa não tinha dúvidas na década de 1930 sobre a existência do monstro do Lago Ness, e chegou mesmo a desenvolver um plano para protegê-lo de caçadores.

Uma carta assinada em agosto de 1938 pelo chefe de polícia do condado de Inverness, William Fraser, que foi divulgada pelos arquivos Nacionais da Escócia, mostra que a polícia queria transmitir à população a ideia de que proteger o "Nessie" era "desejável", pois acreditava que só assim o animal mítico estaria a salvo.

Fraser chegou a acusar dois londrinos -- Peter Kent e Marion Stirling -- de estarem preparando uma caçada ao monstro, e disse que Kent relatara à polícia local que possuía um arpão feito especialmente para abatê-lo.

"Que há alguma estranha criatura no Lago Ness parece agora além de qualquer dúvida, mas que a polícia tenha qualquer poder para protegê-la é muito duvidoso", escreveu Fraser ao Departamento Escocês da Subsecretaria de Estado.

O policial disse que Kent foi alertado sobre a conveniência de deixar o monstro em paz. "Mas se meu alerta terá o efeito desejado ou não é algo que está por ser visto", acrescentou.

(Reportagem de Paul Casciato)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host