UOL Notícias Notícias
 

28/04/2010 - 19h05

Israel mata manifestante na fronteira de Gaza, diz hospital

Por Nidal al-Mughrabi

GAZA (Reuters) - Soldados israelenses mataram nesta quarta-feira um palestino que se aproximou da fronteira da Faixa de Gaza para protestar contra a zona-tampão imposta por Israel naquela área, disseram testemunhas e fontes hospitalares.

Essas fontes disseram que o rapaz de 20 anos participava de um protesto em que manifestantes fincaram bandeiras palestinas no chão perto da cerca fronteiriça, a leste da Cidade de Gaza. Alguns atiraram pedras, e a patrulha israelense do outro lado reagiu a tiros.

Foi a primeira morte nessas manifestações semanais destinadas a mobilizar a opinião pública contra a proibição de que os palestinos cheguem a menos de 300 metros da fronteira, sob pena de serem alvejados.

Uma porta-voz militar de Israel disse que os soldados fizeram disparos de advertências depois que os manifestantes atiraram pedras e acenderam uma fogueira que ameaçava danificar a cerca. Investigadores israelenses estão analisando a acusação de que os soldados teriam baleado um palestino, afirmou ela.

As manifestações em Gaza começaram no mês passado, imitando protestos semelhantes na Cisjordânia contra o confisco de terrenos para a construção de uma cerca separando aquela outra região palestina de Israel.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host