UOL Notícias Notícias
 

03/05/2010 - 13h43

Ahmadinejad diz que fará propostas "justas" em reunião da ONU

TEERÃ (Reuters) - O Irã vai apresentar propostas "práticas e justas" sobre desarmamento e segurança mundial numa reunião do Tratado de Não Proliferação Nuclear (NPT) que começa nesta segunda-feira na sede da ONU, disse o presidente Mahmoud Ahmadinejad.

Ahmadinejad falou com a mídia iraniana em sua chegada a Nova York, informou a agência de notícias semioficial Mehr.

O programa nuclear iraniano, que o Ocidente suspeita que tenha por objetivo desenvolver bombas atômicas, será um dos temas mais discutidos nos bastidores da conferência de revisão do NPT, que terá duração de um mês e é realizada a cada cinco anos.

Diplomatas ocidentais preveem que Ahmadinejad marque a abertura da conferência acusando os Estados Unidos de usar os receios sobre proliferação como pretexto para negar aos países em desenvolvimento o acesso à tecnologia nuclear para fins pacíficos, infringindo os termos do NPT.

Quinto maior exportador mundial de petróleo, o Irã diz que seu programa nuclear visa gerar eletricidade, e não bombas.

O país já disse em várias ocasiões que as armas nucleares não têm lugar em sua doutrina de defesa e conclamou os Estados Unidos e outros países que possuem armas nucleares a desmontá-las.

"O Irã vai apresentar nesta conferência propostas práticas, justas e claras com relação à segurança mundial e ao desarmamento", disse Ahmadinejad, sem dar mais detalhes.

"O desarmamento e a aplicação pacífica da energia nuclear são dois tópicos mundiais importantes. A República Islâmica vê o desarmamento como tópico influente para a paz mundial e vai tratar disso", acrescentou Ahmadinejad, segundo a agência Mehr.

A secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, deve discursar algumas horas depois de Ahmadinejad, que frequentemente faz críticas veementes ao Ocidente.

Na semana passada ela previu que o presidente iraniano talvez não receba boas-vindas muito calorosas em Nova York e disse que o histórico de violações do NPT do Irã é "indiscutível".

Estados Unidos, Grã-Bretanha, Alemanha e França estão negociando com a Rússia e a China uma possível quarta rodada de sanções da ONU contra o Irã, em função de seu programa nuclear.

(Reportagem de Hossein Jaseb e Hashem Kalantari)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    09h20

    -0,47
    3,264
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host