UOL Notícias Notícias
 

04/05/2010 - 08h18

EUA prendem suspeito de dirigir carro-bomba em NY

Por Michelle Nichols e Jeremy Pelofsky

NOVA YORK/WASHINGTON (Reuters) - Um homem paquistanês-americano foi preso por dirigir o carro-bomba encontrado na Times Square, em Nova York no sábado, enquanto investigadores continuam a buscar pistas sobre o incidente, disseram autoridades dos Estados Unidos nesta terça-feira.

Faisal Shahzad, um cidadão norte-americano naturalizado que nasceu no Paquistão, foi preso por volta de 23h45 da segunda-feira (0h35 da terça-feira em Brasília) no aeroporto John F, Kennedy, em Nova York, quando tentava embarcar em um voo para Dubai, disseram autoridades locais e federais.

"A intenção por trás desse ato terrorista foi de matar americanos", disse o procurador-geral dos EUA, Eric Holder, numa entrevista coletiva no início da manhã.

Faisal comparecerá perante um tribunal federal em Manhattan ainda na terça-feira para enfrentar acusações de "supostamente dirigir um carro bomba para a Times Square na noite de 1o de maio", segundo comunicado assinado pelo procurador Preet Bharara, pelo agente do FBI George Venizelos e pelo comissário de polícia de Nova York, Raymond Kelly.

Acredita-se que Shahzad, de 30 anos, levou o utilitário esportivo da Nissan usado para carregar a bomba feita de combustível e fogos de artifício para a Times Square num momento em que a região, conhecida por suas lojas e teatros, estava lotada de pessoas numa noite quente de sábado.

Se a bomba tivesse sido detonada, muitas pessoas poderiam ter morrido, disseram autoridades.

A Emirates, companhia aérea pela qual Shahzad voaria, disse em comunicado que outros três passageiros foram retirados do avião.

"Procedimentos completos de segurança foram ativados, incluindo a retirada de todos os passageiros e uma busca na aeronave", disse um porta-voz da Emirates em comunicado enviado por email.

O Paquistão prometeu ajudar os Estados Unidos no caso.

"Iremos cooperar com os Estados Unidos na identificação desse indivíduo e para levá-lo à Justiça", disse à Reuters o ministro paquistanês do Interior, Rehman Malik.

(Reportagem adicional de Dan Trotta em Nova York; Jeff Mason, JoAnne Allen e Will Dunham em Washington, e William Maclean em Londres)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,02
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,02
    75.974,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host