UOL Notícias Notícias
 

04/05/2010 - 08h05

Saúde e vestuário pressionam inflação em SP em abril

SÃO PAULO (Reuters) - A inflação ao consumidor em São Paulo acelerou em abril devido a maiores custos de saúde e vestuário, mas a taxa ficou abaixo do esperado pelo mercado.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,39 por cento em abril, após alta de 0,34 por cento em março, informou a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) nesta terça-feira.

Analistas consultados pela Reuters previam uma taxa de 0,45 por cento, segundo a mediana de 15 respostas que variaram de 0,42 a 0,51 por cento.

Os preços do grupo Saúde avançaram 0,98 por cento em abril, refletindo o reajuste recente dos remédios autorizado pela Anvisa, após variação positiva de 0,14 por cento em março.

Os custos de Vestuário, em troca de coleção, aumentaram 0,74 por cento no mês passado, comparado à elevação de 0,44 por cento no anterior.

Já os preços de Alimentação diminuíram a alta, para 1,36 por cento em abril, ante 1,43 por cento em março.

O IPC mede a variação dos preços no município de São Paulo de famílias com renda até 20 salários mínimos.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host