UOL Notícias Notícias
 

04/05/2010 - 11h07

Suspeito da Times Square confessou que agiu sozinho, diz fonte

Por Daniel Trotta

NOVA YORK (Reuters) - O paquistanês-americano detido sob suspeita de tentar detonar um carro-bomba na Times Square disse a investigadores que ele agiu sozinho e negou qualquer ligação com grupos radicais no Paquistão, país onde nasceu, disse nesta terça-feira uma autoridade ligada à investigação.

"Ele admitiu ter comprado o veículo, montado os dispositivos, colocado esses dentro do carro, e deixado o veículo lá e escapado do local", disse a fonte à Reuters, sob condição de anonimato.

"Ele alegou ter agido sozinho. Ele não admitiu todas as acusações, por assim dizer", disse a fonte, acrescentando que os investigadores continuam pesquisando as atividades do suspeiro durante uma recente viagem ao Paquistão.

Faisal Shahzad, de 30 anos, foi detido na noite de segunda-feira sob suspeita de ter comprado o veículo usado para transportar uma bomba, feita de combustível e fogos de artifício, até a Times Square na noite de sábado. Se a bomba tivesse explodido, muitas pessoas poderiam ter morrido, segundo autoridades.

Shahzad, que recebeu a cidadania norte-americana no ano passado, foi preso no aeroporto John F. Kennedy de Nova York ao tentar viajar para Dubai, disseram autoridades.

Shahzad visitou o Paquistão recentemente por cerca de cinco meses, retornando aos Estados Unidos em fevereiro, disseram fontes.

"Com base em nossa experiência coletiva, é muito difícil acreditar que isso é algo que algúem faria sozinho. Parece difícil realizar sozinho. Ainda há muito que não sabemos", disse a fonte.

Shahzad deve comparecer diante de um tribunal norte-americano ainda nesta terça-feira.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h30

    -0,21
    3,166
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h39

    0,08
    68.410,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host