UOL Notícias Notícias
 

10/05/2010 - 10h53

Serra critica juro alto e diz que "BC não é a Santa Sé"

SÃO PAULO (Reuters) - O pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, criticou nesta segunda-feira o Banco Central por não ter reduzido a taxa básica de juros da economia durante a crise financeira mundial e afirmou que a instituição "não é a Santa Sé".

"A questão dos juros, a questão do câmbio, acho que ninguém em sã consciência pode defender a posição de que, quando há condições para baixar a taxa de juros e o Bando Central não baixa, ele está certo", disse Serra em entrevista à rádio CBN. "O Banco Central não é a Santa Sé."

O tucano demonstrou irritação ao ser perguntado sobre as críticas de que, se eleito, também agiria como presidente do BC. Ele defendeu, no entanto, que o "presidente (da República) tem que fazer sentir sua posição" diante das decisões da instituição.

Apesar das críticas às políticas do BC, o candidato tucano afirmou que manterá, em um eventual governo, o tripé formado por superávit primário, câmbio flutuante e metas de inflação que, segundo ele, "está aí e veio para ficar".

(Por Hugo Bachega)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host