UOL Notícias Notícias
 
16/05/2010 - 11h45 / Atualizada 16/05/2010 - 11h45

Irã inicia negociação com Brasil sobre impasse nuclear

Por Fernando Exman e Parisa Hafezi

TEERÃ (Reuters) - Começou neste domingo em Teerã a negociação vista como a "última chance" do Irã para resolver com o Ocidente o impasse sobre seu programa nuclear, de acordo com a mídia oficial iraniana. O encontro reúne os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e seu colega iraniano Mahmoud Ahmadinejad.

O presidente Lula, junto com o ministro do Exterior turco, Ahmed Davutoglu, tenta convencer o Irã a reconsiderar a proposta de acordo para a troca de combustível nuclear como forma de resolver a disputa.

"O presidente Ahmadinejad e o presidente brasileiro iniciaram a primeira rodada de negociações sobre o tema nuclear", informou a TV estatal.

Autoridades russas e ocidentais afirmaram que a visita de Lula era provavelmente a última chance de se evitar novas sanções das Nações Unidas contra o Irã, depois da recusa do país de paralisar as suas atividades nucleares.

Uma proposta com o apoio das Nações Unidas oferecera ao Irã em outubro a possibilidade de enviar para a França e para Rússia 1.200 quilos de urânio pouco enriquecido, material suficiente para, se processado, produzir uma bomba, e receber em troca combustível para o seu reator.

O Irã respondeu que só aceitaria a troca se recebesse urânio mais enriquecido e se ela se desse no seu território. As condições foram recusadas.

O Irã então iniciou o enriquecimento em níveis mais altos de urânio em fevereiro, para produzir ele mesmo combustível para o seu reator. O país assim se aproxima dos níveis necessários para desenvolver uma arma nuclear.

A Turquia e o Brasil, membros não-permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas, se ofereceram para mediar uma solução para o impasse, no momento em que as potências mundiais discutem novas sanções contra o Irã.

Quinto exportador de petróleo do mundo, os iranianos rebatem acusação das potências ocidentais e dizem que o seu programa nuclear é para fins pacíficos, e não militares.

O primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan, é esperado em Teerã neste fim de semana, mas cancelou a viagem.

Lula chegou ao Irã no sábado para, além da discussão nuclear, participar de uma reunião do Grupo dos 15 nesta segunda-feira. Teerã declarou que líderes de 17 países da Ásia, África e América do Sul comparecerão ao encontro para discutir cooperação econômica.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host