UOL Notícias Notícias
 
26/05/2010 - 19h08 / Atualizada 26/05/2010 - 19h08

Dilma diz que governará com partidos e sociedade

SÃO PAULO (Reuters) - A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, afirmou nesta quarta-feira que, caso eleita, vai ouvir os partidos e a sociedade, mas a palavra final será do presidente.

"Em um país complexo como o Brasil, é importante que se consulte partidos e é importante ouvir quem será afetado", disse Dilma em entrevista à rádio Record AM.

"Na hora de tomar decisão, não é por assembleia... O presidente tem que assumir. É dele a palavra final", completou, respondendo diretamente aos ouvintes.

Ela voltou a defender a reforma tributária e criticou os tributos que recaem sobre os medicamentos. Reduzir os impostos cobrados sobre os remédios é uma questão de justiça social, afirmou a ex-ministra da Casa Civil em entrevista à rádio Tupi AM.

Dilma reafirmou o compromisso com a desoneração da folha de pagamento das empresas, sem redução no emprego.

(Texto de Carmen Munari; Edição de Fernando Exman)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host