UOL Notícias Notícias
 
26/05/2010 - 20h43 / Atualizada 26/05/2010 - 20h43

Prefeito de Cancún é preso por suposta ligação com narcotráfico

Por Anahí Rama

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O prefeito de Cancún, Gregório Sánchez, foi preso sob suspeita de ligação com o narcotráfico, disseram autoridades mexicanas nesta quarta-feira. Sánchez é candidato do opositor Partido da Revolução Democrática (PRD) a governador do Estado de Quintana Roo, no sudeste do país, onde fica o balneário

Ele foi acusado de narcotráfico, lavagem de dinheiro e de oferecer proteção a dois cartéis, segundo a procuradoria-geral.

O prefeito estava licenciado do cargo havia três meses, para disputar o governo estadual. Jesús Ortega, presidente do PRD, disse que a prisão é uma manobra de adversários para prejudicar a candidatura dele nas eleições de 4 de julho, quando 12 Estados mexicanos elegem seus governadores.

Sánchez, de 43 anos, foi preso na noite de terça-feira, e nesta quarta-feira foi transferido para o Estado de Nayarit, no oeste.

Um porta-voz da procuradoria disse que Sánchez vinha sendo investigado desde 15 de janeiro, com conhecimento do PRD.

Em março de 2009, vários colaboradores do prefeito foram detidos também por suposta ligação com o narcotráfico, acrescentou esse porta-voz.

(Reportagem adicional de Verónica Gómez Sparrowe, na Cidade do México; e de José Cortázar, em Cancún)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host