UOL Notícias Notícias
 
27/05/2010 - 09h07 / Atualizada 27/05/2010 - 09h07

Rússia diz que Irã foi surdo a suas propostas na área nuclear

MOSCOU (Reuters) - A Rússia rejeitou nesta quinta-feira as críticas do Irã ao Kremlin pelo apoio ao esboço de sanções contra a República Islâmica. O governo russo afirmou que suas tentativas de resolver a crise em torno do programa nuclear iraniano caíram repetidamente em ouvidos surdos de Teerã.

Em uma das piores disputas entre os dois países em décadas, o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, criticou o Kremlin na quarta-feira por, segundo ele, ceder às pressões dos Estados Unidos e concordar com sanções.

Ahmadinejad também fez um alerta ao presidente russo, Dmitry Medvedev para que seja cauteloso ou corra o risco de ser visto como um inimigo da República Islâmica. O Kremlin respondeu dizendo ao presidente iraniano que pare com a "demagogia política".

Quando indagado por um repórter sobre os comentários de Ahmadinejad, o ministro russo do Exterior, Sergei Lavrov, disse ter visto os comentários como "emocionais".

Num reforço à crescente impaciência de Moscou com o Irã, Lavrov disse que líderes russos tentaram por várias vezes resolver a disputa, mas Teerã não respondeu adequadamente.

"Para nosso grande pesar, durante anos --não somente meses-- a resposta iraniana a esses esforços foi insatisfatória", disse Lavrov em Moscou.

O ministro disse que um acordo para troca de combustível nuclear entre Irã, Brasil e Turquia será um avanço importante se implementado.

"Elogiamos essa medida", disse ele. "De fato, se for completamente implementado, isso vai... realmente criar pré-condições importantes para a melhora da atmosfera na retomada das negociações", afirmou.

(Reportagem de Dmitry Solovyov)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host