UOL Notícias Notícias
 
29/05/2010 - 12h48 / Atualizada 29/05/2010 - 12h48

Índia procura rebeldes responsáveis por sabotagem de trem

Por Parth Sanyal

SARDIHA (Reuters) - A polícia indiana começou neste sábado a procurar pelos rebeldes maoístas responsabilizados por sabotar um trem de passageiros lotado, enquanto equipes de resgate ainda tiram corpos das ferragens.

O trem de passageiros descarrilou no leste da Índia e bateu em um trem de carga na sexta-feira, matando 98 pessoas e ferindo pelo menos 200. O número geral de mortos ainda deve subir.

"Identificamos as pessoas que estão por trás do incidente. São maoístas e estamos tentando localizá-los e trazê-los à Justiça", afirmou Manoj Verma, uma importante autoridade policial.

O local do acidente fica no Estado de Bengala Ocidental, um reduto maoísta. A polícia disse que cerca de 150 rebeldes estiveram na região nos últimos dias.

O primeiro-ministro Manmohan Singh descreveu a insurgência maoísta como o maior desafio interno de segurança da Índia. Os maoístas, que dizem estar lutando pelos direitos dos pobres e dos sem terra, têm o objetivo de derrubar o governo. Eles intensificaram os ataques nos últimos meses. Mais de 1.000 ataques foram registrados no ano passado, com a morte de 600 pessoas.

Os maoístas têm cerca de 20 mil combatentes e regularmente atacam ferrovias e fábricas com o objetivo de enfraquecer a atividade econômica.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host