UOL Notícias Notícias
 
08/06/2010 - 10h13 / Atualizada 08/06/2010 - 10h13

Pequim diz que Coreia do Norte matou 3 chineses na fronteira

PEQUIM (Reuters) - Guardas de fronteira norte-coreanos mataram a tiros três supostos contrabandistas chineses e feriram mais um na semana passada, incitando uma reclamação do único grande aliado de Pyongyang, disse o ministro de Relações Exteriores chinês nesta terça-feira.

A China fez uma reclamação formal a Pyongyang, e o incidente está sendo investigado, disse o porta-voz do ministério, Qin Gang, em coletiva de imprensa na capital chinesa.

"Na manhã do dia 4 de junho, tropas de defesa na fronteira norte-coreana atiraram contra alguns cidadãos de Dandong na província de Liaoning, por terem sido suspeitos de cruzar ilegalmente a fronteira para comercializar", disse Qin.

"Três pessoas foram mortas, e uma ficou ferida."

Pyongyang tem uma fronteira fortemente militarizada ao sul, onde ocorrem trocas de tiros ocasionais, e um turista sul-coreano foi morto por um tiro de um soldado norte-coreano em 2008, quando estava em uma estação de férias no Norte.

Mas ataques contra cidadãos chineses são raros. A fronteira sino-coreana, no nordeste da China, é tranquila e tem frequente passagem, com um constante fluxo de refugiados e comerciantes tentando escapar da falta de comida ou lucrar com essa situação.

Pequim tolera o contrabando através da fronteira em parte por temer que um colapso do regime teria um efeito amplificador, e poderia significar que um dia tropas sul-coreanas ou mesmo norte-americanas seriam posicionadas na fronteira.

(Reportagem de Liu Zhen e Chris Buckley)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host