UOL Notícias Notícias
 
15/06/2010 - 09h49 / Atualizada 15/06/2010 - 09h49

Comissário da UE condena rebaixamento da Grécia pela Moody's

ESTRASBURGO, França, 15 de junho (Reuters) - A decisão da Moody's da reduzir o rating da Grécia foi imprudente e inoportuna, disse nesta terça-feira Olli Rehn, comissário para Assuntos Econômicos e Monetários da União Europeia, acrescentando que a medida gera novas dúvidas sobre as agências de classificação de crédito.

Rehn disse que o rebaixamento não levou em conta os últimos acontecimentos na Grécia, com Atenas recentemente concordando com a austeridade fiscal em troca de um enorme resgate da UE e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

"A decisão da Moody's veio em um momento um tanto surpreendente e infeliz", disse Rehn em um debate no Parlamento Europeu.

Na segunda-feira, a Moody's rebaixou a nota de crédito da Grécia em quatro pontos, de "A3" para "Ba1". Foi a segunda agência de classificação de risco a mudar o crédito da República Helênica para fora do grau de investimento.

"A decisão da Moody's não leva de forma alguma em consideração os compromissos gregos ou as consequências negativas, que foram reduzidas consideravelmente após a adoção do programa (de resgate)", disse Rehn.

(Por Gilbert Reilhac)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host