UOL Notícias Notícias
 
16/06/2010 - 13h00 / Atualizada 16/06/2010 - 13h00

Família de Mladic pede que Justiça sérvia o declare morto

BELGRADO (Reuters) - A família do fugitivo de guerra sérvio, Rakto Mladic, acusado de crimes de guerra, entrou com uma petição para que ele seja declarado legalmente morto, informou um advogado nesta quarta-feira.

Milos Saljic, advogado da família Mladic, disse que o pedido foi entregue ao primeiro Tribunal Municipal de Belgrado, "com base no fato de que a família não tem nenhuma informação nem contatos com o sr. Mladic há cerca de sete anos e que ele era um homem muito doente".

"Nossa moção argumenta que o sr. Mladic sofreu uma hemorragia cerebral muito forte em 1996, se submeteu a tratamento por doenças graves no Hospital Militar de Belgrado e não fez contatos com a família por sete anos; portanto, ele presumivelmente pode estar morto."

Mladic foi indiciado 15 anos atrás por genocídio, pelo massacre de Srebrenica, no qual foram mortos 8 mil homens muçulmanos, e pelo cerco de 43 meses da cidade de Sarajevo.

A União Europeia estabeleceu sua prisão como condição-chave para o prosseguimento de negociações para a entrada da Sérvia no bloco.

Na segunda-feira, ministros de Relações Exteriores de países da UE concordaram em iniciar a implementação de um acordo com a Sérvia, conhecido como Acordo de Associação e Estabilização, uma medida essencial para futura integração ao bloco.

(Reportagem de Aleksandar Vasovic)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host