UOL Notícias Notícias
 
26/06/2010 - 17h08 / Atualizada 26/06/2010 - 17h08

Exilados iranianos pedem sanções mais severas ao país

Por Laurent Hamida

PARIS (Reuters) - Um grupo de iranianos exilados, apoiado por políticos internacionais, disse neste sábado que sanções muito mais severas deveriam ser impostas ao Irã se as potências internacionais desejam controlar o programa nuclear do país.

Milhares de partidários do Conselho Nacional de Resistência do Irã (NCRI), que tem sede na França, encheu um estádio improvisado ao norte de Paris para denunciar o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, e exigir maior pressão sobre o governo.

John Bolton, ex-embaixador dos Estados Unidos na ONU (Organização das Nações Unidas), e o ex-primeiro-ministro espanhol Jose Maria Aznar se juntaram a mais de cem legisladores de toda a Europa, do Oriente Médio e da América do Norte para mostrar sua oposição a Ahmadinejad.

"A comunidade internacional perdeu uma oportunidade muito importante há um ano, quando não deu grande apoio aos guerreiros da liberdade nas ruas de Teerã", disse Aznar, referindo-se aos protestos que ocorreram após a reeleição de Ahmadinejad, em 2009. "E agora continuamos aprovando sanções que eu não considero fortes o suficiente."

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host