UOL Notícias Notícias
 
26/06/2010 - 18h11 / Atualizada 26/06/2010 - 18h11

Manifestantes e polícia se enfrentam em passeata contra o G20

Por Pav Jordan

TORONTO (Reuters) - Anarquistas vestidos de preto entraram em confronto com a polícia neste sábado, quebrando vitrines de lojas e destruindo um carro da política na maior manifestação em uma semana de protestos contra o encontro do G20.

Os organizadores disseram que a manifestação seria pacífica, e milhares de pessoas se juntaram ao protesto no meio da tarde. Mas um repórter da Reuters testemunhou alguns participantes arrancando pedaços de vasos de concreto durante o percurso da passeata, antes do confronto entre ambos os lados. A polícia usou seus escudos de plástico para empurrar os manifestantes de volta para a multidão.

"Que vergonha, que vergonha. É assim que se parece um Estado policial", gritavam os manifestantes enquanto mais de cem policiais acompanhavam o grupo.

Grupos contrários ao G20 têm realizado manifestações durante toda a semana, antes mesmo do encontro, que acontece depois de uma pequena cúpula do G8 em um resort na cidade de Huntsville, em Ontário.

O Canadá gastou mais de 970 milhões de dólares em segurança para ambos os encontros.

A polícia prendeu mais cedo um homem e uma mulher a poucos quarteirões da cúpula e afirmou que ambos carregavam dispositivos incendiários.

(Reportagem de Pav Jordan)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host