UOL Notícias Notícias
 
26/06/2010 - 16h42 / Atualizada 26/06/2010 - 16h42

Partido comunista norte-coreano elegerá novos líderes

Por Jack Kim e Suh Kyung-min

SEUL (Reuters) - O partido comunista que controla a Coreia do Norte convocou um raro encontro para eleger uma nova equipe de governo, em uma medida que, segundo analistas, pode colocar em prática planos para que o filho do líder Kim Jong-il vire o sucessor do seu pai, cuja saúde está enfraquecida.

Pela primeira vez em três décadas, a elite política do país foi convocada para uma convenção do Partido dos Trabalhadores da Coreia (WPK) em setembro, em meio a uma série de mudanças políticas e militares nas últimas semanas.

"O Departamento Político do Comitê Central do WPK decide convocar no começo de setembro. uma conferência do WPK para eleger seu principal corpo de líderes, atendendo a novas necessidades do WPK," afirmou neste sábado a agência de notícias oficial KCNA.

Kim Jong-il, de 68 anos, sofreu um derrame em 2008 e acredita-se que esteja guiando seu filho mais novo, Jong-un, para assumir como líder da nação.

"Há uma grande possibilidade que Kim Jong-un seja apontado para uma alta posição no Departamento Político durante a convenção do Partido dos Trabalhadores," afirmou Koh Yu-hwan, da Universidade Dongguk, em Seul, um especialista no governo norte-coreano.

"O Partido dos Trabalhadores também deve passar por uma grande reformulação de pessoal e mudanças na organização enquanto ela própria se prepara para a sucessão."

O WPK é o partido que controla a fechada nação asiática, e Kim é o seu secretário-geral. Ele também é presidente da cada vez mais ponderosa Comissão de Defesa Nacional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host