UOL Notícias Notícias
 
08/07/2010 - 18h39 / Atualizada 08/07/2010 - 19h42

Supostos espiões russos se declaram culpados nos EUA

Por Basil Katz

NOVA YORK (Reuters) - Todos os dez acusados de participarem de uma rede russa de espionagem nos Estados Unidos se declararam culpados numa audiência judicial nesta quinta-feira, aceitando serem deportados como parte de um intercâmbio de prisioneiros entre os governos de Washington e Moscou.

Imediatamente depois da audiência numa corte federal de Manhattan, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos disse que a Rússia aceitou libertar quatro pessoas detidas por suspeita de contatos com agências ocidentais de inteligência.

O tribunal condenou cada um dos suspeitos a um tempo de pena já cumprido --cerca de dez dias desde a prisão do grupo. Outras acusações, de lavagem de dinheiro, foram arquivadas.

Um dos advogados do grupo disse que os acordos judiciais foram aprovados por autoridades russas.

Os russos são suspeitos de terem se radicado nos Estados Unidos para se infiltrar em órgãos públicos. Eles foram detidos no fim do mês passado, em várias cidades do país. Os dois governos tinham interesse em resolver rapidamente o caso, para não atrapalhar o atual momento de reaproximação entre os dois ex-inimigos da Guerra Fria.

Durante a audiência, um dos advogados declarou que as autoridades russas prometeram a uma das pessoas presas, chamada Vicky Pelaez, que ela poderá após a deportação viajar da Rússia para qualquer país que desejar, inclusive o Peru, sua terra natal, e que receberá uma verba mensal vitalícia de 2.000 dólares, além de vistos para seus filhos.

Na quarta-feira, sob anonimato, uma fonte oficial dos EUA disse que Washington e Moscou estavam negociando a confissão e libertação dos dez espiões a serviço da Rússia, em troca da libertação de certos presos mantidos por Moscou, como um técnico nuclear suspeito de contatos com a CIA.

Três dos quatro presos a serem soltos na Rússia haviam sido condenados por traição e cumpriam longas penas, segundo os EUA.

(Reportagem adicional de James Vicini, em Washington)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,45
    3,141
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,39
    64.684,18
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host