UOL Notícias Notícias
 
11/07/2010 - 12h05 / Atualizada 11/07/2010 - 12h05

BP vê progresso em novo sistema de contenção de petróleo

HOUSTON (Reuters) A BP está progredindo numa delicada operação submarina para instalar um novo sistema de contenção no seu poço Macondo, que está vazando depois de uma explosão na plataforma. A companhia planeja ativar o novo sistema de sucção de petróleo neste domingo, disse um executivo da empresa.

A BP retirou no sábado um outro sistema de contenção do poço como parte de um plano de colocar um novo sistema que é capaz de capturar até 80 mil barris por dia, em vez de apenas 25 mil por dia, como no sistema antigo.

Quando estiver funcionando, o novo sistema deve capturar praticamente todo o petróleo que está vazando do poço, disse o almirante aposentado da guarda costeira americana Thad Allen, a autoridade responsável por supervisionar o controle do vazamento.

Enquanto isso, até a BP instalar o novo sistema, o petróleo continua a vazar completamente sem controle.

"Estamos satisfeitos com o avanço," disse o diretor da BP Kent Wells a repórteres numa teleconferência, reiterando que levará de quatro a sete dias para os robôs submarinos completarem a instalação do novo sistema. Eles estão operando a uma profundidade de mais de 1.700 metros.

A BP também está fazendo as checagens finais de segurança no novo navio que acompanhará o sistema de contenção, o Helix Producer, que será capaz de retirar até 25 mil barris por dia do poço, disse Wells. A BP espera que a embarcação comece a processar o petróleo já no domingo, ele disse.

O plano da BP de aumentar a coleta do petróleo que está vazando deve levar de duas a três semanas. Peritos do governo calcularam que o volume de petróleo vazando pode ser de até 60 mil barris por dia.

O passo final para controlar o vazamento do poço são dois poços de alívio de pressão, que devem ser completados em meados de agosto.

O assessor de Barack Obama David Axelrod disse que o presidente já recebeu todas as informações sobre o andamento dos trabalhos e está confiante que o plano da BP vai funcionar.

"Há um passo atrás aqui de curto prazo mas apenas para chegarmos a uma situação muito mais segura," ele disse à ABC no programa de entrevistas "This Week." "Temos todas as razões para acreditar que vai funcionar," ele acrescentou.

(Reportagem por Chris Baltimore e Lesley Wroughton)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host