UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 10h44

China se prepara para tufão; Vietnã retira milhares de moradores

Por Emma Graham-Harrison e Ngo Thi Ngoc Chau

PEQUIM/HANÓI (Reuters) - O sul da China se preparou na sexta-feira para esperar o tufão Conson, depois de o Vietnã mobilizar quase 3.000 soldados em áreas ameaçadas pela tempestade, que se desloca agora sobre o mar do Sul da China.

Transbordamentos de rios e deslizamentos já mataram 135 pessoas e deixaram 41 desaparecidas na China desde o começo de julho, segundo a imprensa estatal. O país está em estado de alerta por causa das inundações, as piores dos últimos anos, e a chegada do Conson - que provocou falta de energia e matou 38 pessoas nas Filipinas - agrava a situação.

O site Tropical Storm Risk (http://www.tropicalstormrisk.com) disse que o Conson ganhou força ao se aproximar da ilha chinesa de Hainan. Ele deve passar um pouco ao norte da ilha nas primeiras horas de sábado, dirigindo-se então para o norte do Vietnã, onde o governo já retirou mais de 200 mil pessoas das suas casas e mobilizou 2.800 soldados para tarefas de emergência.

Um alerta laranja, relativo a ondas de até 6 metros, foi emitido para o mar do Sul da China. Ondas ligeiramente menores são previstas na costa de Hainan e da província de Guangdong, importante centro exportador chinês.

Em Hainan, província insular que recebe muitos turistas chineses, 24 mil barcos de pesca foram chamados de volta ao porto. As balsas para o continente foram suspensas, deixando centenas de viajantes retidos, e alguns voos também foram cancelados, segundo a agência de notícias Xinhua.

O governo de Hainan está atento a inundações e deslizamentos, e pediu aos moradores de áreas baixas que busquem refúgio. A ilha tem uma importante produção de borracha, açúcar, banana e gás natural, e todas essas atividades podem ser afetadas pela tempestade.

A Xinhua noticiou também o naufrágio de dez embarcações de pesca que buscavam refúgio em uma das ilhas Paracel, ocupadas pela China, mas reivindicadas pelo Vietnã.

Tufões e tempestades tropicais são comuns nas costas de Filipinas, China, Taiwan e Japão no segundo semestre. Eles ganham força sobre as águas quentes do Pacífico ou do mar do Sul da China, e em geral se dissipam sobre o continente.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    0,55
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h44

    -1,83
    61.491,52
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host