UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 10h52

Cientista iraniano era informante da CIA, diz jornal

WASHINGTON (Reuters) - O cientista nuclear iraniano que disse ter sido sequestrado um ano atrás por agentes dos EUA foi informante da CIA dentro do Irã por alguns anos, disse o jornal The New York Times na quinta-feira, citando autoridades norte-americanas.

Shahram Amiri retornou a Teerã na manhã de quinta-feira, dizendo que foi pressionado a mentir sobre o programa nuclear iraniano. Washington negou ter sequestrado Amiri e insistiu que ele viveu livremente nos Estados Unidos.

Autoridades disseram que o cientista descreveu às autoridades de inteligência dos EUA os detalhes de como uma universidade no Teerã teria se tornado um centro de operações secreto para os esforços nucleares do Irã, segundo o jornal.

Enquanto ainda estava no Irã, ele era também uma das fontes de uma polêmica Estimativa da Inteligência Nacional do suposto programa de armas do Irã, publicado em 2007, disseram as autoridades.

Segundo o jornal, uma autoridade disse ainda que Amiri forneceu informações "significantes e originais" sobre os aspectos secretos do programa nuclear do país.

As autoridades norte-americanas disseram ao jornal que enquanto trabalhava como informante secreto, Amiri visitou a Arábia Saudita, onde a CIA organizou para retirá-lo do país.

Amiri finalmente chegou aos Estados Unidos e se estabeleceu no Arizona. O New York Times disse que não estava claro se ele teria tentado trazer sua esposa e seu filho com ele.

(Reportagem de JoAnne Allen)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host