UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 09h36

IPC-S cai mais, em 0,13%, com maior queda dos alimentos

SÃO PAULO (Reuters) - A deflação do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) acentuou-se em meados do mês, refletindo a continuidade do movimento de baixa dos alimentos, que haviam subido fortemente desde o início do ano.

A queda do IPC-S foi de 0,13 por cento na segunda prévia de julho, ante baixa de 0,08 por cento na primeira, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta sexta-feira.

Analistas consultados pela Reuters previam estabilidade do indicador, segundo a mediana de 10 respostas que ficaram entre recuo de 0,08 por cento e alta de 0,06 por cento.

Os preços do grupo Alimentação declinaram 0,96 por cento na segunda leitura do mês, ante 0,73 por cento na primeira. O movimento deveu-se sobretudo a um recuo maior das Hortaliças e legumes, de 7 por cento.

Os custos de Vestuário diminuíram a alta para 0,03 por cento nesta leitura, ante avanço anterior de 0,20 por cento. Os de Transportes mantiveram-se em queda, de 0,15 por cento na segunda prévia de julho, contra baixa de 0,14 por cento na primeira.

As maiores quedas individuais de preços foram de tomate, batata-inglesa, leite longa vida, açúcar refinado e cebola.

Por outro lado, os grupos Saúde e cuidados pessoais e Despesas diversas tiveram aumentos maiores de preços na segunda leitura do mês, de, respectivamente, 0,55 e 0,74 por cento, ante 0,48 e 0,60 por cento nos dados anteriores.

(Reportagem de Vanessa Stelzer)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host