UOL Notícias Notícias
 
16/07/2010 - 20h46

Quatro são liberados após interrogatório sobre escândalo francês

Por Thierry Leveque

PARIS (Reuters) - Quatro homens próximos à mulher mais rica da França foram libertados nesta sexta-feira após serem detidos para interrogatório sobre supostas evasões fiscais e lavagem de dinheiro, disse a procuradoria pública.

François-Marie Banier, amigo próximo da herdeira da L'Oreal Liliane Bettencourt; Patrice de Maistre, o gerenciador de sua fortuna; Fabrice Goguel, advogado contábil, e Carlos Vejarano, gerente de uma propriedade nas ilhas Seychelles, foram interrogados no prédio da divisão de crimes financeiros.

O caso causou constrangimento ao governo do presidente Nicolas Sarkozy devido às alegações do ex-contador de Bettencourt de que a bilionária e seu falecido marido fizeram doações ilegais em dinheiro a políticos conservadores.

Os quatro homens detidos "foram libertados e a investigação preliminar continua", disse uma porta-voz para o procurador público de Nanterre, Philippe Courroye.

Mais cedo, a procuradoria estendeu a custódia dos quatro para maiores questionamentos.

Courroye, amigo pessoal de Sarkozy, está sob pressão de sindicatos de magistrados, da oposição de esquerda e da imprensa para demonstrar independência judicial ao iniciar um processo no caso Bettencourt.

Ele ordenou três investigações preliminares sobre suspeitas de lavagem de dinheiro, evasão fiscal, invasão de privacidade sobre gravações secretas e alegações de uma doação ilegal à campanha de Sarkozy, em 2007.

Até agora, ninguém foi acusado formalmente no caso.

(Reportagem adicional de Sophie Taylor)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host