UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 18h19

Colômbia pede que sessão da OEA sobre Venezuela seja pública

BOGOTÁ (Reuters) - A Colômbia pediu à Organização dos Estados Americanos (OEA) que a sessão extraordinária do Conselho Permanente em que apresentará as provas de presença de chefes das guerrilhas na Venezuela seja realizada de maneira pública, informou nesta segunda-feira o governo.

Na reunião, que será realizada na quinta-feira, o governo do presidente Álvaro Uribe pretende mostrar que líderes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército de Libertação Nacional (ELN) estão em território venezuelano com a tolerância do país vizinho.

"A Colômbia pediu uma sessão pública, não queremos receber nenhuma classe de insultos, vamos exigir cooperação e respeito", disse a jornalistas o embaixador da Colômbia na OEA, Luis Alfonso Hoyos, depois de participar de uma reunião com diversos organismos nacionais para preparar sua apresentação na organização.

Por sua vez, o chanceler colombiano, Jaime Bermúdez, admitiu que a margem de manobra da OEA é limitada na polêmica entre os dois países.

"Precisamos ser muito conscientes de que a margem de manobra nesses cenários também não é completa, gostaríamos que fosse mais eficaz, e a gente às vezes também se frustra como colombiano", disse Bermúdez.

"Vamos ver, no interior da OEA há países que têm considerações distintas, nós aspiramos que houvesse uma posição unificada, mas não somos otimistas", acrescentou.

No passado, a Colômbia apresentou à OEA suas queixas sobre a Venezuela.

A Venezuela mantém congeladas as relações diplomáticas e comerciais com a Colômbia desde 2009, como resposta à assinatura de um acordo militar entre Bogotá e Washington, que o presidente venezuelano, Hugo Chávez, vê como uma ameaça.

(Reportagem de Nelson Bocanegra)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host