UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 23h27

Dilma defende PT das acusações de vice de Serra

BRASÍLIA (Reuters) - A candidata petista à Presidência da República, Dilma Rousseff, rebateu nesta segunda-feira as acusações de Indio da Costa (DEM-RJ), candidato a vice na chapa de José Serra (PSDB), de que o PT teria ligações com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia e o narcotráfico.

Para Dilma, "é impensável que a eleição desça a esse nível". As declarações do deputado foram divulgadas no fim de semana, e o PT anunciou nesta segunda-feira que pretende entrar na Justiça contra as acusações feitas à legenda.

"Eu jamais esperei que diante da adversidade o meu adversário recorresse a esse tipo de acusação... quero adiantar que da minha parte eu não desço a esse nível", disse Dilma depois de um evento com o PSB.

Nesta segunda-feira, a candidata ao Planalto recebeu sugestões dos socialistas que podem ser incorporadas à terceira versão de seu programa de governo.

Entre as propostas apresentadas está a de tributação de grandes fortunas. A medida constava da primeira versão do programa da petista entregue à Justiça eleitoral e foi substituído por um documento menos polêmico.

O PSB apresentou outras sugestões, como as reformas política, tributária e do Judiciário.

O partido aliado de Dilma na campanha também propõe a reforma do Estado que, para os socialistas, deve adotar "gestão eficiente" e resgatar "o papel do setor público como indutor de um modelo de desenvolvimento sustentável".

Na área social, prega o combate à desigualdade e o fortalecimento de entidades como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). O documento também advoga política de distribuição de renda adotada pelo governo Lula.

Já na área econômica, o PSB defende a necessidade de "juros internos convergindo para as taxas internacionais" e a "conciliação de metas de inflação com metas de crescimento e de IDH".

Ao discursar para os socialistas, entre eles o presidente nacional do partido, Eduardo Campos, Dilma afirmou que receberá um legado do presidente Lula caso seja eleita.

"Ele (Lula) está me legando a maior herança que ele tem, aquela que ele mais ama, que é cuidar do povo brasileiro".

(Reportagem de Natuza Nery e Maria Carolina Marcello)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host