UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 08h44

Primeira-ministra australiana amplia vantagem em pesquisa

Por Michael Perry

SYDNEY (Reuters) - As chances da primeira-ministra australiana Julia Gillard de vencer as eleições de 21 de agosto ganharam força nesta segunda-feira após uma pesquisa de opinião mostrar que a esmagadora maioria dos eleitores a preferem como premiê.

Primeira mulher a ocupar o cargo no país, indicado numa mudança de liderança do Partido Trabalhista no mês passado, Gillard tem 57 por cento da preferência para ser primeira-ministra, contra 27 por cento do líder conservador Tony Abbott, segundo pesquisa Newspoll, divulgado pelo jornal The Australian.

O governo trabalhista tem vantagem de 55 contra 45 por cento sobre a oposição Liberal-Nacional, segundo o levantamento. Esses números representam uma melhora para os trabalhistas, após uma pesquisa Galaxy colocar os trabalhistas à frente, mas com uma diferença bem mais apertada.

"Haverá muitas outras pesquisas entre agora e o dia da eleição. O que eu sei é que essa eleição está genuinamente no fio da navalha", disse Gillard a uma rádio nesta segunda-feira, segundo dia de campanha eleitoral.

A oposição precisa de mais nove assentos para formar um governo.

(Reportagem adicional de Sonali Paul)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    12h39

    1,58
    3,309
    Outras moedas
  • Bovespa

    12h46

    -2,33
    61.181,43
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host