UOL Notícias Notícias
 
19/07/2010 - 21h40

Rússia vai investir US$ 810 milhões em nova base espacial

Por Gleb Bryanski

KOROLYOV, Rússia (Reuters) - A Rússia irá construir uma nova base de lançamentos espaciais, a um custo de 810 milhões de dólares, a fim de tentar manter sua participação nesse mercado cada vez mais competitivo, disse o primeiro-ministro Vladimir Putin nesta segunda-feira.

Como na era soviética, a Rússia domina o setor espacial global, tendo feito 37 por cento dos 78 lançamentos do ano passado no mundo, segundo a ONG norte-americana Space Foundation.

Mas os russos enfrentam cada vez mais concorrência da Europa, da Ásia e dos Estados Unidos, num mercado cada vez mais comercializado.

Putin, que ambiciona recuperar para a Rússia o seu poderio da era soviética, disse que a nova base de lançamento Vostochny, na região de Amur, no Extremo Oriente, ficará pronta em três anos.

"Eu gostaria de salientar que a nossa tarefa é proteger as posições da Rússia no mercado global dos serviços espaciais. Precisamos ser competitivos. A situação no mercado global é tal que vamos lidar com essa tarefa", disse Putin.

"Espero que Vostochny se torne o primeiro cosmódromo nacional russo de uso civil, que nos garanta total independência nas nossas atividades espaciais", disse ele numa reunião com funcionários do setor.

A nova base pretende rivalizar com a de Baikonur, no Cazaquistão, arrendada por Moscou a um custo anual de 115 milhões de dólares desde o fim da União Soviética, em 1991. O contrato vai até 2050.

Vostochny deve começar a lançar voos não tripulados em 2015, e tripulados em 2018. O governo decidiu construir a nova base em 2007, no auge de um boom econômico do petróleo. A crise financeira subsequente forçou a um adiamento.

A Rússia espera ter, em 2015, 15 por cento do mercado global de serviços espaciais, segundo Anatoly Perminov, diretor da agência espacial russa Roskosmos. Ele não disse qual é a participação atual da Rússia no setor.

Segundo a Space Foundation, os lançamentos respondem por uma parcela pequena dos 261,6 bilhões de dólares investidos em serviços especiais em 2009 no mundo.

As naves russas são o principal meio de transporte até a Estação Espacial Internacional, posição que deve ser reforçada com a aposentadoria, em 2011, dos ônibus espaciais dos Estados Unidos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host