UOL Notícias Notícias
 
24/07/2010 - 10h01

Datafolha mostra empate técnico, Serra tem 37% e Dilma 36%

SÃO PAULO (Reuters) - Um dia após uma sondagem de intenções de voto mostrar a petista Dilma Rousseff com ampla vantagem sobre o tucano José Serra, seu principal adversário na corrida presidencial, pesquisa Datafolha divulgada neste sábado aponta para um empate técnico entre os dois candidatos.

A pouco mais de três semanas da estreia do horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, levantamento publicado no jornal Folha de S.Paulo mostrou Serra com 37 por cento das intenções de voto contra 36 por cento de Dilma. Marina Silva (PV) segue num distante terceiro lugar com 10 por cento.

Zé Maria, do PSTU, e Plínio de Arruda Sampaio, do PSOL, têm 1 por cento, cada. Os eleitores que disseram que votarão em branco ou anularão seus votos somaram 4 por cento e 10 por cento disseram que não sabem o que vão fazer.

Na pesquisa Datafolha anterior, no final de junho, Serra tinha 39 por cento e Dilma 37 por cento. Os dois oscilaram para baixo dentro da margem de erro da pesquisa, de 2 pontos percentuais.

Mas na sexta-feira, a Rede Bandeirantes informou que sondagem feita pelo Vox Populi indicava Dilma com 41 por cento das intenções de voto, 8 pontos a mais que Serra.

SEGUNDO TURNO E REJEIÇÃO

Num eventual segundo turno, o empate técnico detectado pelo Datafolha permanece, mas a vantagem numérica passa a ser de Dilma: 46 a 45 por cento.

Segundo o Datafolha, a maior rejeição é de Serra, com 26 por cento, enquanto a petista aparece com 19 por cento e Marina, com 13 por cento.

Já na resposta espontânea, Dilma lidera com 21 por cento, contra 16 por cento de Serra e 4 por cento de Marina. Na pesquisa anterior, a petista tinha 22 por cento, o tucano 19 por cento e a senadora do PV, 5 por cento.

Segundo dados da nova pesquisa, entre os sete maiores colégios eleitorais do país, a disputa entre os dois líderes está bastante apertada em Minas Gerais (2o colégio), onde Serra aparece com 38 por cento contra 35 por cento da adversária.

No Rio de Janeiro (3o), a vantagem de Dilma é relativamente pequena, mas fora da margem de erro (37 a 31 por cento).

Já em São Paulo (1o), o tucano lidera por 44 a 30; na Bahia (2o) a ex-ministra da Casa Civil está à frente (43 a 32 por cento); no Rio Grande do Sul (5o), Serra vence por 46 a 34 por cento; no Paraná (6o), o tucano tem a maior vantagem (45 a 30 por cento); e em Pernambuco (7o) Dilma bate por 46 a 36 por cento.

O Datafolha entrevistou 10.905 eleitores em 379 municípios entre os dias 20 e 23, enquanto o Vox Populi fez 3.000 entrevistas entre os dias 17 e 20.

Como os levantamentos foram feitos em intervalos de tempo bem próximos, parece que alguém não está captando bem o momento atual do quadro eleitoral.

(Por Alexandre Caverni)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,71
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,12
    68.634,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host