UOL Notícias Notícias
 
25/07/2010 - 17h21

Al Qaeda no Norte da África diz ter matado refém francês

DUBAI (Reuters) - O braço da Al Qaeda no norte da África disse ter matado um refém francês em resposta à operação francesa na Mauritânia contra o grupo, disse a televisão Al Jazeera neste domingo.

Um líder da Al Qaeda no Magreb Islâmico disse em uma gravação de áudio que Michel Germaneau foi morto no sábado, como vingança por seis membros do grupo que morreram na operação, disse a televisão.

Tropas da Mauritânia apoiadas pelas forças especiais francesas lançaram um ataque através da fronteira contra uma base no Magreb Islâmico na quinta-feira, continuando a operação por diversos dias. Autoridades da Mauritânia tentaram diminuir a importância da França na operação.

Uma fonte do Ministério da Defesa francês disse que a operação foi lançada depois que o Magreb Islâmico não apresentou provas de que Germaneau estava vivo ou tentou ingressar em negociações pelo refém.

O engenheiro aposentado Germaneau, de 78 anos, foi sequestrado em abril e acredita-se que ele estava nas mãos de Abdelhamid Abou Zeid, líder de uma das duas facções mais linha-dura do Magreb Islâmico operando no Sahara.

(Reportagem de Firouz Sederat)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host