UOL Notícias Notícias
 
26/07/2010 - 08h53

EUA suspeitaram de apoio do Paquistão ao Taliban

Por Adam Entous e Alister Bull

WASHINGTON (Reuters) - Autoridades norte-americanas no Afeganistão suspeitaram que o Paquistão apoiava secretamente o Taliban enquanto recebia grande quantidade de ajuda dos Estados Unidos, mostraram documentos militares que vazaram no domingo. O episódio levanta novas dúvidas sobre a estratégia de guerra do presidente dos EUA, Barack Obama.

A Casa Branca respondeu rapidamente com uma enfática condenação da divulgação feita pela organização WikiLeaks, afirmando que ela poderia ameaçar a segurança nacional e coloca em perigo as vidas de norte-americanos e de seus aliados.

Mas Jim Jones, conselheiro de segurança nacional de Obama, disse que o vazamento não afeta "nosso compromisso de aprofundar nossas parcerias com o Afeganistão e o Paquistão".

A revelação contida em mais de 90 mil documentos confidenciais pode aumentar as dúvidas no Congresso dos EUA sobre a estratégia de guerra de Obama, num momento em que o número de mortes norte-americanos no Afeganistão aumenta e o apoio à guerra de 9 anos diminui.

Apesar dos esforços da Casa Branca de conter os problemas políticos, o presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado, John Kerry, um dos aliados democratas mais próximos de Obama, disse que os documentos que vazaram levantam "sérias questões sobre a realidade da política da América em relação ao Paquistão e o Afeganistão".

"Essas políticas estão num estágio crítico e esses documentos podem muito bem enfatizar o que está em jogo e fazer os ajustes necessários para tornar a política correta mais urgentemente", disse Kerry.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host