UOL Notícias Notícias
 
01/08/2010 - 17h32

Para Obama, metas para Afeganistão são modestas e alcançáveis

Por Caren Bohan e Phil Stewart

WASHINGTON (Reuters) - O presidente norte-americano Barack Obama, que enfrenta críticas do público por não ter conseguido mudar o rumo da guerra no Afeganistão, disse neste domingo que suas metas no país são modestas e alcançáveis.

Autoridades do governo Obama têm dificuldade para avaliar o nível de sucesso da guerra, que já dura nove anos, para uma revisão de estratégia marcada para dezembro. O presidente e outros oficiais enfatizam que seu objetivo é combater a al Qaeda, não instaurar uma demoracia ao estilo americano no país.

"Ninguém acha que o Afeganistão vai virar um modelo de democracia jeffersoniana", disse Obama em entrevista para a rede CBS, gravada na sexta-feira e transmitida este domingo.

"O que estamos estudando fazer é difícil, mas é uma meta um tanto modesta, que é: Não permitir que terroristas operem naquela região. Não permitir que criem grandes campos de treinamento e que planejem ataques aos Estados Unidos com impunidade. Isso pode ser alcançável".

A divulgação de milhares de documentos confidenciais pelo site WikiLeaks aumentou as dúvidas em relação à guerra no Afeganistão. Julho foi o mês com mais mortes entre as forças norte-americanas desde o início da guerra em 2001.

(Reportagem adicional de Sue Pleming)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host