UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 17h37

Apoio a presidente do Chile cai forte em julho, mostra pesquisa

SANTIAGO (Reuters) - A aprovação ao governo do presidente chileno, Sebastián Piñera, caiu seis pontos percentuais em julho, chegando a 46 por cento, o pior desempenho desde que chegou ao poder, de acordo com uma sondagem da consultora Adimark Gfk divulgada nesta quarta-feira.

Ao mesmo tempo, a desaprovação ao mandatário subiu para 40 por cento, ante 34 por cento na medição feita em junho.

Na semana passada, uma pesquisa do Centro de Estudos Públicos (CEP) mostrou um nível de aprovação a Piñera de 45 por cento, a mais baixa de um governante em início de mandato desde o retorno à democracia, em 1990.

"Como temos dito sempre, toda vez que sai uma pesquisa, o governo, geralmente, não comenta pesquisas. Estamos absolutamente tranqüilos, temos dito que estamos avançando em todos os temas", disse a porta-voz do governo, Ena von Baer.

Sobre a gestão do governo, a pesquisa da consultora Adimark Gfk apontou uma queda ainda maior do que foi mostrada para Piñera. Em julho, a aprovação do governo chegou a 49 por cento, uma queda de 8 pontos em relação ao resultado de junho (57 por cento).

"Várias áreas específicas da gestão do governo evoluíram negativamente. Talvez a mais significativa seja o transporte público, onde a alta de preços, especialmente em Santiago, castiga fortemente o setor e, provavelmente, o governo em seu conjunto", disse em seu informe a Adimark Gfk.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host