UOL Notícias Notícias
 
04/08/2010 - 08h44

Presidente iraniano Ahmadinejad sobrevive a atentado

Por Robin Pomeroy

TEERÃ (Reuters) - O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, sobreviveu a um ataque com um explosivo caseiro lançado contra o comboio de carros de sua comitiva durante uma visita à cidade de Hamadan, no oeste do Irã, afirmou uma fonte em seu gabinete.

A fonte disse que o comboio de Ahmadinejad foi atacado quando ele deixava o aeroporto de Hamadan para discursar em um estádio esportivo local e que o presidente não se feriu, mas outras pessoas ficaram machucadas na explosão.

Uma pessoa foi presa, disse a fonte na Presidência. Nenhum grupo assumiu de imediato a responsabilidade pelo atentado.

Ahmadinejad, político populista de linha-dura, acumulou inimigos em círculos reformistas e conservadores na República Islâmica, bem como no exterior. A TV Al Arabiya, com sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, informou que um agressor foi detido depois de lançar a bomba contra a comitiva do presidente iraniano. Citando fontes próprias, a emissora afirmou que a bomba atingiu um carro que levava jornalistas e membros da equipe do governo.

Ahmadinejad apareceu depois ao vivo na TV iraniana, em um estádio de Hamadan. Parecia bem e não mencionou o ataque.

Na segunda-feira, durante um discurso para iranianos que vivem no exterior, Ahmadinejad afirmou acreditar ser alvo de um plano israelense para assassiná-lo. "Os estúpidos sionistas contrataram mercenários para me assassinar", declarou.

O mercado petrolífero reagiu inicialmente com calma às informações sobre a tentativa de atentado.

Um analista do setor de energia disse: "As pessoas estão aguardando para ver do que se trata, confirmar a natureza do que ocorreu."

Ahmadinejad tentou recentemente isolar facções políticas de oposição ao declarar que o regime tem apenas um partido, que é o 'velayat' -- uma referencia a um imã cultuado pelo islamismo xiita, representado pelo líder supremo do país, aiatolá Ali Khamenei.

Uma das marcas do governo de Ahmadinejad são suas constantes viagens pelo vasto interior do país para fazer pronunciamentos provocativos perante multidões de admiradores, que gritam "morte" aos inimigos do Irã.

(Reportagem adicional de Alistair Lyon em Beirute)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h16

    -0,05
    3,173
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h23

    1,12
    65.403,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host