UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 12h25

CNT/Sensus mostra Dilma com 41,6% e Serra com 31,6%

Por Fernando Exman

BRASÍLIA (Reuters) - Depois do Vox Populi e do Ibope, foi a vez do instituto Sensus mostrar Dilma Rousseff (PT) à frente de José Serra (PSDB) na corrida presidencial. Pesquisa divulgada nesta quinta-feira apurou a maior vantagem da petista contra o tucano, 41,6 por cento das intenções de voto contra a 31,6 por cento.

Já Marina Silva (PV) apareceu com 8,5 por cento das intenções de voto. Nas respostas espontâneas, Dilma teve 30,4 por cento, contra 20,2 por cento de Serra e 5,0 por cento de Marina. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.

"Ela ganhou identidade própria, transferência (de votos) e talvez excesso de críticas na campanha. Isso, em geral, reverte contra o candidato (que faz as críticas)", disse a jornalistas Ricardo Guedes, diretor do Sensus.

Para ele, ainda é cedo para afirmar que o pleito será concluído no primeiro turno. No entanto, Guedes não descarta essa possibilidade. A disputa ocorrerá em outubro.

"É um cenário que você não pode desconsiderar, mas não pode afirmar. Tem ainda dois meses de campanha, os debates e os programas (de rádio e TV)."

Segundo a pesquisa CNT/Sensus, a petista teria 48,3 por cento em um eventual segundo turno, contra 36,6 por cento do ex-governador paulista.

A sondagem também demonstrou que a rejeição de Serra é a maior entre os três principais candidatos. Disseram que não votariam no tucano 30,8 por cento dos entrevistados. Já as rejeições de Dilma e Marina ficaram em 25,3 por cento e 29,7 por cento, respectivamente.

A pesquisa CNT/Sensus anterior foi realizada em maio, antes do registro definitivo dos candidatos à Presidência. No cenário com todos os candidatos existentes naquele momento, Dilma tinha 35,7 por cento das intenções de voto contra 33,2 por cento de Serra.

PERSPECTIVAS

A vantagem também foi da ex-ministra da Casa Civil quando os entrevistados foram perguntados na nova pesquisa sobre quem seria o vencedor do pleito, independentemente de seus votos. A expectativa de vitória para Dilma é de 47,1 por cento --Serra teve 30,3 por cento e Marina Silva 2,2 por cento.

Guedes disse ver perspectivas ainda mais positivas para a candidatura governista. Segundo ele, os programas gratuitos de rádio e TV podem beneficiar Dilma.

"O PT vai estar mostrando no programa a totalidade do que foi feito nos últimos oito anos. Acredito que isso dará uma consistência muito grande à candidata."

AVALIAÇÃO DE LULA

A CNT/Sensus também pesquisou a avaliação do governo e do presidente. Para 77,5 por cento, a gestão de Luiz Inácio Lula da Silva é positiva, ante 76,1 por cento do levantamento de maio e um recorde na série histórica iniciada em setembro de 2005. Já o desempenho pessoal do presidente é aprovado por 80,5 por cento, um queda em relação aos 83,7 por cento de maio.

O Sensus entrevistou 2 mil pessoas em 136 municípios do país entre os dias 31 de julho e 2 de agosto.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host