UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 20h12

Dilma vê com otimismo tendência de alta em pesquisa

SÃO PAULO (Reuters) - A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, vê com otimismo seu crescimento nas pesquisas de intenção de voto, mas afirmou que não vai permitir que sua campanha "suba no salto alto".

"(A pesquisa), como tendência de crescimento, é uma situação que vejo com otimismo", disse a candidata em um hotel de São Paulo horas antes e participar do primeiro debate entre os candidatos à Presidência na TV.

Dilma se disse satisfeita com a tendência do resultado da pesquisa CNT/Sensus divulgada nesta quinta-feira que a coloca 10 pontos percentuais acima de seu principal adversário, o tucano José Serra, mas julga que é preciso ter cautela com os números.

"Não autorizo a campanha a subir no salto alto e entrar no oba-oba do 'já ganhou'. Nós só vamos ganhar trabalhando muito até o dia 3 de outubro e apresentando propostas", completou.

Ela evitou dar declarações sobre a possibilidade de vitória no primeiro turno: "Todo mundo que antecipou e sentou na cadeira antes teve efeitos negativos. É preciso evitar a soberba."

Quanto ao debate desta noite na TV Bandeirantes, o primeiro da corrida presidencial, Dilma disse que considera o programa uma "ótima oportunidade" para apresentar suas ideias, e disse que está confiante com seu desempenho.

Dilma prevê que a campanha vai se transformar em um "turbilhão" a partir da entrada no ar do horário eleitoral gratuito de rádio e televisão. Ela disse que terá que gravar para os programas, percorrer o Brasil, fazer corpo-a-corpo junto ao eleitor e conceder uma série de entrevistas, principalmente aos programas de televisão.

(Reportagem de Carmen Munari)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host