UOL Notícias Notícias
 
05/08/2010 - 17h11

Igreja Católica quer participar de negociações de paz com Farc

BOGOTÁ (Reuters) - A Igreja Católica da Colômbia vai propor ao presidente eleito Juan Manuel Santos que lhe permita ser facilitadora de um diálogo de paz com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), com o propósito de tentar pôr fim ao violento conflito interno no país.

O presidente da Conferência Episcopal da Colômbia, monsenhor Rubén Salazar, disse que o diálogo é um instrumento fundamental para a busca da paz na Colômbia e que estão dispostos a participar.

"Eu penso que com o senhor presidente Santos vamos também ser facilitadores do diálogo", declarou o líder católico a jornalistas.

"Nós estamos fundamentalmente para servir, para servir ao país, e penso que um dos melhores serviços que podemos prestar ao país é precisamente ser facilitadores desse diálogo", completou.

Salazar revelou que a Santa Sé também está disposta a apoiar qualquer gestão que conduza à paz na Colômbia, país assolado por um conflito interno de mais de 45 anos que já deixou milhares de mortos.

O principal chefe das Farc, Alfonso Cano, ofereceu na semana passada um diálogo de paz a Santos, que assumirá a Presidência no sábado para substituir Álvaro Uribe.

Em oito anos de governo, Uribe obrigou os rebeldes a retraírem-se em remotas regiões de selva e montanhas e os debilitou militarmente.

A Igreja Católica teve autorização de Uribe em alguns momentos de seu governo para realizar discussões de paz com as Farc, que não tiveram resultados positivos.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,56
    3,261
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    1,28
    73.437,28
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host