UOL Notícias Notícias
 
06/08/2010 - 17h08

Assessor de Bill Gates se diz feliz em ajudar bilionários a doar

Por Michelle Nichols

NOVA YORK (Reuters) - Os bilionários norte-americanos desejosos de doar ao menos metade de sua fortuna para instituições de caridade podem se voltar ao homem encarregado da filantropia de Bill Gates e Warren Buffett para obter conselhos. Ele, no entanto, não quer as doações.

Desde 2008, Jeff Raikes é o diretor-executivo da Bill and Melinda Gates Foundation, uma das maiores instituições de caridade do mundo, com fundos de 33 bilhões de dólares, fundada por Bill Gates, fundador da Microsoft, e pelo investidor Warren Buffett.

Raikes afirmou que a campanha Giving Pledge, de Gates e de Buffett, pedindo para que os ricos dos EUA doem a maior parte de suas fortunas ao longo de suas vidas ou na morte, seria um "momento seminal na história". Até agora a campanha tem 40 membros bilionários.

"Se (qualquer um dos integrantes da Giving Pledge) quiser conversar comigo sobre o que pode fazer para abrir uma fundação própria ou sobre como focar a fundação deles em áreas que podem de fato fazer a diferença no mundo, eu serei mais do que feliz em sentar e conversar com eles", disse ele à Reuters.

A campanha Giving Pledge não aceita dinheiro nem diz às pessoas como doar dinheiro, mas pede que os bilionários assumam um compromisso moral de doar suas fortunas para instituições de caridade.

Muitos bilionários que assumiram o compromisso já faziam filantropia em várias áreas, desde pesquisa genética sobre o câncer até educação, controle de armas, bibliotecas e artes. Outros podem agora estar se perguntando para quem doar suas vastas fortunas.

Em vez de apenas escrever os cheques, porém, Raikes afirmou que é importante que esses bilionários assumam um desafio filantrópico sobre o qual têm paixão.

"O maior sucesso da Giving Pledge ocorrerá se esses doadores, que são pessoas de incrível talento, se tornarem ativos na filantropia também", acrescentou Raikes, que assumiu a Gates Foundation após quase três décadas na Microsoft, onde ele ajudou a criar o software Microsoft's Office.

Desde a criação da Gates Foundation em 1994, ela já doou quase 23 bilhões de dólares nas áreas de saúde e desenvolvimento em países pobres e para melhorar o acesso de norte-americanos a oportunidades necessárias para serem bem-sucedidos na escola e na vida.

Raikes, de 52 anos, supervisionou a distribuição de cerca de 6 bilhões de dólares desse montante.

Buffett, que construiu sua fortuna com a companhia de investimentos e seguros Berkshire Hathaway, se comprometeu em 2006 a doar 99 por cento de sua fortuna, a maior parte para a Gates Foundation, enquanto Bill e Melinda Gates doaram, até agora, mais de 28 bilhões de dólares à fundação deles.

Gates ficou em segundo lugar no ranking dos homens mais ricos do mundo feita pela revista Forbes este ano, com 53 bilhões de dólares. Buffet vem em terceiro, com 47 bilhões de dólares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h19

    0,18
    3,135
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h26

    -0,39
    75.709,32
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host