UOL Notícias Notícias
 
07/08/2010 - 11h56

Oito médicos estrangeiros são mortos no Afeganistão

CABUL (Reuters) - Oito médicos estrangeiros, incluindo seis norte-americanos, foram mortos por um homem-bomba no nordeste do Afeganistão, disseram autoridades neste sábado. O Talibã assumiu a responsabilidade pelo atentado.

Os profissionais faziam parte de um grupo religioso de ajuda humanitária.

Ao assumir a autoria, o Talibã afirmou que os médicos estavam pregando o cristianismo.

Zabihullah Mujahid, um porta-voz do Talibã, contou à Reuters, de um local não identificado, que o grupo encontrou bíblias traduzidas para o Dari junto aos médicos estrangeiros.

O nível de violência no Afeganistão é o maior desde 2001, quando os Estados Unidos e grupos armados do país expulsaram os talibãs em 2001. No meio do fogo cruzado, centenas de civis também já morreram este ano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host