UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 19h22

Dilma promete ampliar crédito para estimular empresas

BELO HORIZONTE (Reuters) - A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, prometeu ampliar a concessão de crédito se eleita e citou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como exemplo de política bem-sucedida de estímulo a empresas.

Segundo a petista, essa é uma das formas de garantir a geração "sistemática" de emprego em sua eventual gestão. Dilma negou-se a dar metas para o aumento da força de trabalho, preferindo o genérico "muitos".

Ela voltou a comemorar o saldo de postos de trabalho criados ao longo dos dois mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva, em torno de 14 milhões, de acordo com a petista.

"Vamos criar muitos empregos. O Brasil mostrou que pode crescer sem inflação", afirmou a ex-ministra, em campanha em Belo Horizonte (MG) nesta terça-feira.

"(A política do governo) garantiu que empresas utilizassem crédito para se expandir', argumentou.

Dilma falou com jornalistas antes do comício que fará ao lado do presidente Lula e dos candidatos aliados no Estado, crucial para determinar o vencedor desta corrida. Na última pesquisa Ibope, Dilma tinha 12 pontos percentuais de vantagem sobre seu adversário tucano, José Serra.

(Reportagem de Natuza Nery)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,28
    3,182
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,29
    64.676,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host