UOL Notícias Notícias
 
10/08/2010 - 13h38

Onda de calor na Rússia deve durar pelo menos mais 10 dias

MOSCOU (Reuters) - Uma forte onda de calor deverá continuar na parte europeia da Rússia pelo menos pelos próximos 10 dias, afirmou um especialista do Rosgidromet, o serviço meteorológico do governo russo.

Além de agravar os problemas da produção de grãos da safra de primavera, a onda de calor ameaça a semeadura da safra de inverno, já que falta umidade nos campos.

"Não há nenhuma mudança drástica na situação", disse Dmitry Kiktyov, diretor do Hydrometcentre, uma unidade do Rosgidromet.

"Haverá apenas mudanças pequenas nas temperaturas e algumas chuvas esparsas. Será insuficiente para aliviar a atual situação", afirmou Kiktyov.

Anna Strashnaya, chefe do departamento agrícola da Rosgidromet, afirmou que se chover nos próximos 10 dias o plantio da safra de inverno russa poderia ocorrer sem maiores problemas, apesar do atraso já verificado.

Segundo ela, a seca também está afetando as safras de milho e de girassol.

"A produção deverá ser menor que o esperado, porque as condições para o desenvolvimento dessas lavouras estão se deteriorando", afirmou.

(Reportagem de Aleksandras Budrys)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,28
    3,182
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,29
    64.676,55
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host