UOL Notícias Notícias
 
11/08/2010 - 20h50

Lugo faz mais exames para apontar extensão de linfoma

SÃO PAULO (Reuters) - Exames realizados pelo presidente paraguaio, Fernando Lugo, em São Paulo confirmaram a existência de um câncer linfático, e novos testes devem determinar a extensão da doença, afirmaram seus médicos nesta quarta-feira.

Partes da coluna vertebral de Lugo foram submetidas a uma biopsia após exames complementares terem apontado uma área supostamente atingida e que não havia sido revelada pelas tomografias realizadas no Paraguai.

Dependendo do resultado deste exame, disponível na manhã de quinta-feira, Lugo poderá ser submetido a uma sessão de quimioterapia e, diante de sua reação, tem chances de retornar ao Paraguai na sexta-feira, segundo os médicos que acompanham o presidente.

"Não se sabe o estadiamento (extensão). Ainda estamos aguardando a finalização de alguns exames para poder dizer isso com mais certeza", disse a hematologista Yana Novis em coletiva de imprensa no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.

Segundo ela, o linfoma diagnosticado é de "baixo perfil de agressividade e costuma responder muito bem ao tratamento".

O tratamento de Lugo deve envolver seis sessões de quimioterapia, afirmaram os médicos. A primeira delas seria administrada no Brasil e o restante no Paraguai.

O presidente paraguaio chegou ao Brasil na tarde de terça-feira para realizar exames com o objetivo de obter uma "confirmação diagnóstica" dos testes realizados em seu país e que apontaram a existência de um linfoma. Os exames em São Paulo confirmaram a doença.

Mais cedo, o secretário-geral da Presidência paraguaia, Miguel López Perito, adiantou a confirmação da existência do linfoma. Ele disse que Lugo foi informado sobre o resultados dos exames e reagiu bem. "Está de bom humor", garantiu.

Lugo, de 59 anos, se submeteu na semana passada a uma cirurgia para a retirada de um gânglio na virilha, e uma biopsia indicou a existência de um linfoma maligno em estado inicial.

O ex-bispo católico pôs fim a 60 anos de governo de um único partido no Paraguai quando assumiu o comando do país há dois anos. Seu mandato termina em 2013.

"(Lugo) está disposto, absolutamente disposto a enfrentar essa adversidade", disse o hematologista paraguaio Alfredo Boccia, que realizou o diagnóstico inicial e que acompanhou a viagem do mandatário a São Paulo.

A ministra da Saúde do Paraguai, Esperanza Martínez, disse mais cedo nesta quarta-feira que Lugo "está em bom estado geral, está de bom humor, fazendo seus exames com total normalidade, como estava planejado desde sua partida do país."

Os médicos afirmaram que Lugo não precisará se afastar da Presidência paraguaia para realizar o tratamento que, segundo os profissionais que o atenderam no Paraguai, poderá incluir 18 semanas de quimioterapia.

(Por Hugo Bachega, com reportagem adicional de Daniela Desantis, em Assunção)

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h00

    -0,26
    3,160
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h05

    0,73
    69.136,74
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host